Educação

A educação foi uma das bandeiras dos republicanos para cativar o povo contra a monarquia, mais educação menos analfabetos melhorias sociais, mas a “luta” contra a alfabetização vem até aos dias de hoje e as “melhorias” sociais só para alguns à custa de muitos. Porquê?

Defendemos que a educação que a republica oferece é aquela que ela necessita para existir, e não o que nós como sociedade e indivíduos precisamos. A educação é usada como meio de fabricar “peças” humanas com o intuito de proteger a máquina como um todo. A republica ensina-nos a ter orgulho nas conquista como monarquia, ensina-nos a adorar o meu “Deus” que a monarquia, ensina-nos a aceitar classes como na monarquia, ensina-nos a ser competitivos, desconfiados, materialistas, egoístas como ensinou Freud, e não partilha, confiança, espiritualidade, e empatia como espalhou Gandy.

A educação até aos dias de hoje não dá valor ao individuo, mas sim a estatística de “sucesso” escolar. A republica defende que mais educação menos crime, pois sim… A nível social os actos que mais vitimas causam, são actos de pessoas com alto grau de escolaridade. Portanto a nível social a educação tem falhado redondamente.

ESTUDO SOBRE A ESCOLA  EM PROL DA HIGIENE MENTAL DA CRIANÇA:

” As duas mais importantes instituições na vida da criança são o lar e a escola(…)o principal objectivo da educação é a formação de personalidades adequadas. Personalidade adequada não indica conformismo, o seu sentido é mais de auto-realização(…)A necessidade de realização é bastante forte em todas as crianças que frequentam a escola(…)devia a escola preocupar-se em prestar auxilio a cada estudante, ao seu próprio nível, a fim de que cada um aumente a sua capacidade de conhecimento, desenvolva a sua estabilidade emocional e mantenha o respeito por si próprio.(…)Os problemas disciplinares das classes escolares têm a sua origem em frustrações de uma ou várias necessidades fundamentais da criança(…)

A figura chave na realização dos objectivos escolares é o professor da classe. ele deve ser capaz de promover nelas um sentimento de segurança e um sentido de realização pessoal(…)”

Excertos do livro: Higiene mental de Herbert A. Carrol.

Este livro chegou a Portugal na dec. de 70, e quando foi escrito a família ainda era o meio social onde a criança passava mais tempo. Hoje isso não é uma realidade, hoje muitos pais têm uma media de 3-4 horas úteis diárias com os seus filhos. O que leva a que se exija mais das escolas. Esta situação não foi pedida pelos pais, mas sim imposta pelo sistema que regula a educação.

Soluções já foram apresentadas ao longo do tempo em Portugal tivemos por exemplo Agostinho da Silva que no seu livro “Educação de Portugal” em 1989, desmascara a educação e oferece pedagogia. Ou a,Summerhill School, fundada em 1921 e a funcionar até aos dias de hoje.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s