Graffity, problema? De que parte?

“O Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea considera o graffiti como sinónimo de grafito, cujas definições são “inscrição ou desenho feito em paredes e monumentos antigos; gravação existente num mural antigo, feita com a ponta de um estilete” e “frase, palavra ou desenho geralmente de carácter jocoso, contestatário, obsceno, informativo, em muro ou parede de local público”.

Numa cidade de artes, com a falta de apoio, espaços para a criatividade. Com a constetação e a falta de identificação com a sociedade em redor e seus ideais, jovens sem violência, viram nas ruas a sua plateia, um local para se exprimir. Paredes de ninguèm,  mostrando a cizenta imagem da cidade

Uma Cidade com centenas de casas abandonas, obras recentes ao abandono, violência nas ruas, dificuldades dos jovens em se manter a estudar, o desemprego a crescer, a industrias a fecharem, a privatização de praias, etc… e o graffity é o problema

A policia identifica quem tem armas, deixando-os em Liberdade e ameaça quem tem latas! Porquê? Acho que o PDF abaixo pode ajudar, pelo menos a perceber mais um pouco mentalidade dos anti-graffity, os grupos de “limpeza social” são muitos, com muitas caras, muitas morais, muita mentalidade superior, a mesma esperança, que um dia voltem a reinar sem resistência

Artigos que fazem da opinião dos turistas e reformados ricos a verdade a seguir,  que olham para Portugal como um paraiso, mas um construido por eles, impedindo qualquer criação com raiz popular, qualquer tipo de expressão que não a deles, deixando o povo local às mãos de bancos, sem terras e com trabalhos precários. Os anos passam, eles não mudam, e a resistência é cada vez mais…

Graffity, problema social. De que parte. 2

Esta entrada foi publicada em CONTROLO, LIBERALISMO E DEMOCRACIA, RACISMO/XENOFOBIA/ NACIONALISMO, SUSTENTABILIDADE com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

Uma resposta a Graffity, problema? De que parte?

  1. Desta vez os erros tornavam para muitos o documento quase impossivel de ler, tentámos melhorar a gramática e os erros, espero que voltem a tentar e façam um sobre a vossa localidade. Não pedimos desculpa pelo texto anterior nem pelos que virão, porque a verdade está no coração e não no conhecimento. Obrigado e até… Pinta,repinta, salpica, exprime, cria e resiste…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s