Os senhores da Tauromaquia; Vitorino Froes

A ligação das familais tauromaquicas a diversos ramos de exploração animal é conhecida e alimentada á seculos por elas mesmo. Familas abastadas que utilizavam os cavalos e touros como objetos de brincadeira e de lucro. Não só os animais eram explorados por eles, camponeses e meninas de castas inferiores tambem serviam os seus interesses e luxos…

Donos de muito, heranças de tempos monarquicos, com valores militares e religiosos fortes. Hoje voltam a querer ter a mesma força e o mesmo direito a insultar, ameaçar os opositores aos seus estilos de vida, tudo com a proteção do Estado português… e Espanhol.

Vitorino Frois foi um desses senhores, criador dos primeiros passos da pega de caras a cavalo, que hoje tanto furor faz nas praças pelo país…

Não te deixes taurear… Informa-te e resiste

Vitorino Frois

imagesAbastado proprietário rural, agricultor e criador de gado, foi no inicio do sec XX, um grande cavaleiro tauromáquico do País, mestre dos cavaleiros portugueses.

Próximo do Rei D. Carlos, Fróis tinha uma “personalidade extravagante (…) fama de apreciar bom sexo e pertencia a uma família de cavaleiros tauromáquicos profissionais.”

Fróis tinha na sua ganadaria um touro que amestrou de nascença, para impressionar visitas na quinta mandava trazer o animal à sala, seguro por cordas, a dar uma volta à mesa.

Vitorino Fróis é reconhecido por ter transformado o toureiro a cavalo, ao introduzir a sorte de caras, ao ter feito uma atuação ante touros da ganadaria do Rei D. Carlos, num momento em que se queria impor o touro puro para toureio equestre. Os touros puros são aqueles que nunca haviam sido corridos.

Foi com as lides de Vitorino Frois, que mais tarde, João Núncio (Califa de Alcácer), ao apurar as técnicas criou o tourear de caras.tourada036948442_MIohQ

 

 

 

A relação de Vitorino Fróis com a casa real e o Rei advinha também do interesse pela Festa Brava. Fróis visitava a ganadaria da Casa de Bragança, com vacas espanholas e portuguesas. O primeiro semental, dizia José Tanganho, foi o toiro Caraça, lidado em praça, por Vitorino Fróis, touro que foi lidado por mais 10 vezes. Este mesmo animal veio a ser pegado por D. Carlos, num festival taurino na sua quinta, onde estava presente Vitorino Fróis.

Frois ajudou ajudou juntamente com Simão Luís da Veiga. o Príncipe Real, D.Luis Filipe de Bragança na sua aparição no toureio a cavalo na Real Praça de Touros do Vidigal. Possibilitando ao príncipe o triunfo que se verificou “ Não que a sua Arte fosse inexistente, caracterizava-se, entre outras coisas, pela «finíssima e inteligente» Personalidade, bem como pela beleza na Arte de Bem Cavalgar em toda a Cela, todavia, sem o precioso auxílio de tão dedicados e valorosos Cavaleiros, o risco e a exigência teriam sido, estou certo, mais elevados”

“ Simão da Veiga superou-se a si próprio nas colocações e nos quites e, apesar da dificuldade motora de Vitorino Froes, as experiências de vida e de profissão conjugaram-se, como era, de resto, de esperar, na Perfeição: o Príncipe Real coloca magnificamente cinco Ferros compridos e um curto, sem que Sua Majestade tenha permitido mais um Ferro, quando pedido em Praça por seu filho.”

SdaVeiga

Numa corrida em Espanha, ao saber que tinham afiado os cornos do toiro com uma grossa, Frois ordenou ao empregado, que fosse comprar navalhas e as amarrasse nos cornos do toiro. As navalhas tocaram “ao de leve no cavalo, pelo que no fim da lide, foi na boa tradição, levado da arena em ombros.”

Depois dessa corrida foi convidado para um jantar. Estando todos à mesa, um empregado negro abeirou-se dele e avisou-o corria o risco de ser envenenado. Fróis saiu do jantar com uma desculpa e no outro dia convenceu o negro a ir morar para a Quinta de Alfeizerão. Fróis tambem foi dono da conhecida “Casa das Palmeiras” em S. Martinho do Porto.

Considerado um dos grandes influidores da tauromaquia moderna influenciando os profissionais do seu tempo e de tempos para vir.

A sua criação foi fitar o toiro de frente e só avançar depois de o touro se mexer.  A filha de Frois casou com José Paulino Marecos Mouzinho de Albuquerque, Cavaleiro português e atleta olímpico a cavalo.

images hg

Anúncios
Esta entrada foi publicada em LIBERTAÇÃO ANIMAL com as etiquetas , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s