Jonh Zerzan, o caso contra a arte

A arte há muito é utilizada como meio de controlo e não de libertação. A criação foi susbtituida pela estética. A imagem, som e cores são utilizadas para criar mundos falsos que pretendem ser os verdadeiros.

Sentimos isso quando vemos TV, com as novelas das guerras, as guerras nas novelas, com mortes reais que não se sentem e mortes reais que se cobrem. Sentimos quando vamos aprender na escola, não o que queremos, mas sim o que querem, a  arte de obedecer e produzir.

Somos educados pela arte religiosa, somos abastecidos pela arte de propaganda, somos artistas e deviamos ser arte…

SIM À CRIAÇÃO, NÃO À PRODUÇÃO. SIM À ARTE, NÃO AO ARTISTA!

Zerzan, primitivista, anti civilização!

Explora:

Zerzan; o caso contra a arte

Advertisements
Esta entrada foi publicada em PRIMITIVISMO com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s